O Conceito

Sedan Chrysler Imperial foi o primeiro veículo a adotar Direção Hidráulica ou como era chamado mais freqüentemente na época de Direção Assistida, termo usado até hoje em Portugal.

.

Devido o aumento da demanda, exigências por características e cobranças para melhorar a segurança. Os veículos começaram a ser produzidos maiores e mais pesados. Mas girar o volante não se tornou mais uma luta e isso é devido à direção hidráulica, que foi se desenvolvendo por mais de 80 anos e teve inicio por Francis W Davis.

O engenheiro norte-americano estava bem ciente dos problemas enfrentados pelos motoristas no início do século 20. Os carros eram difíceis de dirigir, e o peso foi o fator-chave: "Esta aumentando a tendência de automóveis equipados e assim adicionar acessórios e por conseqüência o veiculo ficar ainda mais pesado", disse ele em sua continuação da patente em 1927. Muitos engenheiros tentaram reduzir o atrito nos mecanismos de direção. Enquanto isso facilitou um pouco o problema, de acordo com Davis criou novos desafios: "Ele deu origem a um questionamento maior, que se resume na tendência por parte do volante parar de vibrar excessivamente." Vácuo, mecânica e elétrica foram testados na época, mas infelizmente todos falharam. Os problemas de embalagem, durabilidade e custo impediu o desenvolvimento de uma solução. Davis estava convencido de que um sistema hidráulico era a resposta.


Davis tinha se formado na Universidade de Harvard em 1906 depois de estudar engenharia mecânica. Ele trabalhou para Pierce-Arrow depois de formado, o que lhe proporcionou uma visão sobre como funcionava a tecnologia da hidráulica. Quando ele deixou a empresa em 1922 para se tornar um engenheiro consultor começou a pesquisar a tecnologia mais de perto.

O desafio para Davis era fazer com que a tecnologia de sistemas hidráulicos utilizados em prensas industriais que era necessários vários tanques de armazenamento de óleo pressurizado, bombas, válvulas, acumuladores e descarregador de linhas de mangueiras. Depois de uma infinidade de falhas por causa das perdas de pressão, vazamentos e embalagens, Davis mudou de direção. Ao invés de usar uma válvula de pressão fechada ele desenvolveu um sistema de válvula aberta que permitiu o óleo fluir continuamente, transformando em um clico continuo e a pressão construída. Davis tinha tanta certeza do sistema que ele instalou em seu Roadster Pierce-Arrow em 1925 provando que não só fez o carro mais fácil de conduzir, mas também tinha removido as vibrações no volante.

Com engenhosidade do projeto de Davis ele se tornou a sensação da década de 1930 e fez com que os fabricantes de automóveis olharem seu projeto com um pouco mais de atenção. Mas as aplicações em veículos militares abriram as portas para Davis, ajudando a desenvolver e aprimorar seu sistema. Quando o mercado de carros pegou após a Segunda Guerra Mundial, a Chrysler foi a primeira OEM a introduzir um sistema de Direção Hidráulica em seu sedan Imperial. Isso foi em 1951 e o sistema foi baseado em princípios de design que Davis tinha desenvolvido, assim ele assinou um acordo com a GM para licenciar o seu sistema para o OEM.

Em 1956, mais de dois milhões de veículos tinham sido vendidos com Direção Hidráulica nos EUA. Graças à persistência de Davis, a tecnologia é uma parte intrínseca e indispensável nos veículos de hoje.

Fonte: James Scoltock – EAEC